Thursday, December 30, 2010

... a minha roupa anda a ser comida pela traça.

E à pala dessa brincadeira tive de ir comprar uma camisola à hora de almoço. 28 euros... que poderiam ter ido para um livro ou para o LOUD que tanto queria. Ou para o Artur, por exemplo. Agora? Agora espero mais um mês e a camisola traçada vai ser cosida! (Z de cozinha e S de coser!) E tenho de gastar dinheiro (que aquela merdalhice não é barata) com anti-traça que não seja naftalina, para não acontecer como há dias em que ia tendo um colapso no comboio porque a senhora que estava sentada ao meu lado devia ter o seu casaco de inverno bem protegido com um enfartamento de bolinhas que nunca mais terminava.

3 comments:

Goldfish said...

Já se cozeres peixe, tem cuidado, não uses "s"...

P.S. - há umas coisas plásticas, com um gel lá dentro, com cheiro a alfazema (acho que da Confort) que se vendem nos supermercados que têm funcionado no extermínio dos ditos bichos no meu armário, sendo que não me matam a mim com o pivete.

Clau said...

O problema é mesmo esse. Eu tenho comprado tudo e mais alguma coisa, mas presumo que quanto menor o roupeiro e maior a quantidade de roupa, os mesmos se gastem mais depressa? Será isso? O facto é que no meio da roupa das Zaras e outras que tais, também tenho roupa "muito boa mesmo" que também poderá começar a ser comida e isso é que não pode ser. Não sei também até que ponto os meus casacos, estando guardados em sacos apropriados, podem ou não servir de festim aos bichos.

Goldfish said...

Não sei se se gastarão mais depressa mas de certeza que quanto maior a "concentração" de roupa maior a quantidade de peças anti-traça necessárias para que façam efeito no meio de tanto trapinho... Ao que está dentro de sacos os bichos não devem chegar, desde que os sacos estejam intactos!