Posts

Showing posts from April, 2008

Hoje...

A paz entra na alma dos homens quando eles compreendem a sua unidade com o universo e com todas as suas forças, e quando compreendem que no centro do Universo habita o Grande Espírito, e que este centro está de facto, em toda a parte; está dentro de cada um de nós. Black Elk

Hoje...

Pensa em fazer-te o que gostarias que os outros te fizessem; em tratar-te como gostarias que os outros te tratassem; em amar-te como gostarias que os outros te amassem. autor desconhecido

Ressaca de mim...

São ultimamente muitas as vezes em que fico a ressacar da minha própria pessoa. Não o faço por mal, os problemas acumulados, as situações limite, as doenças familiares (e as tricas também) resultam na sua maioria em ataques de ligação à corrente em que eu mesma já me tentei controlar, mas não consegui. Não é por pura impulsividade, acreditem! Eu sou a típica pessoa impulsiva e já bati muitas vezes com os cornos (sim, esses mesmo!) no chão à pala de tanto descontrolo parvo (aka impulsos). Agora estar ligada à corrente implica inteligência. É nestes dias em que me sinto com mais energia e consigo falar sobre vários assuntos ao mesmo tempo, estar com maior atenção nas aulas e tirar mais apontamentos, já dei por mim a escrever autênticos testamentos com diagramas e cores e tudo do mais maricas que haja! Sinto-me em grande nestes dias. Claro que o senão é o facto de nem todos os meus amigos se sentirem com tanta pedalada, ou com vontade e paciência de me aturarem. Muitas vezes perdem o fio…

Little Fish (Raia Miúda)

Image
Um dos melhores filmes de cinema "alternativo" que vi ultimamente chama-se Little Fish. Passa-se na Austrália, arredores de Sydney, mais concretamente num dos muitos bairros de imigrantes chineses, denominado Little Saigon. Sobrevivendo a um passado de drogas, Tracy (pela minha paixão Cate Blanchett), vive ainda com a mãe e com o irmão, trabalhando e bem num videoclube com o amigo Mingh. A loja ao lado da deles está para venda e o sonho de ambos é comprá-la para abrir um cybercafé. Mingh até prometeu a Tracy que seria ela a gerente do mesmo, uma vez que a rapariga tem imenso jeito para a coisa. Mas aos 32 anos, sem qualquer tipo de fundos monetários e um passado duvidoso onde fraudes com cartões de crédito estão envolvidos, nenhum banco aceita emprestar-lhe dinheiro. Começa a mentira piedosa a todo o mundo. O banco emprestou-lhe a quantia e o processo estará resolvido durante o fim de semana. Jonny, vietnamita, 32 anos, ex-toxicodependente, ex-namorado (unnnnn.... não me che…

Praias Portuguesas, Época Balnear

Ainda não começou a Época Balnear 2008, mas há já quem se faça ao mar apesar de correr imensos riscos. Numa altura em que as águas ainda estão obscuras, em que as marés não andam lá muito bem definidas, basta relembrar o que tem acontecido nas praias ultimamente com as quebras de fonte de areia, uma pessoa tentar ir ao mar é capaz de se tornar perigoso. Este fim de semana foi de calor. Aquele frio esquisito que começa a fazer-nos transpirar e a aquecer as nossas salas enregeladas pelos Invernos mais rigorosos... Já se sabe, Portugal é um país de brandos costumes mas tem um Sol invejável e, como bons lagartos que somos, depois de hibernar nas roupas quentes e escuras toca a despir de preconceitos e vamo-nos fazer aos areais. Às vezes corre bem, outras bastante mal. A água está fria e as correntes, embora nem sempre se vejam, estão lá e são fortes. Infelizmente sofremos de outro problema. A época de banhos ainda não começou e não há ainda concessionários para "protegerem" os b…

Ambientalista assanhada!

É verdade... Hoje em dia uma pessoa perde a cabeça sem saber o que fazer ou como fazer o que quer que seja para ajudar o ambiente. Essa coisa tão frágil do qual nós fazemos parte! Sim, porque nós é que fazemos parte dele e não ele de nós! A nossa vida é feita toda em função do ambiente em que vivemos, seja ele social e físico, seja ele espiritual e biológico! Ontem caiu a notícia da semana! Quais eleições no PSD, quais confusões entre Santanistas e Ferreiras Leitistas e Jardinistas... A nóticia da semana ocorreu na Ericeira! Ao reutilizarem oleo vegetal de cozinha para o motor dos carros do lixo, sabem o que é, aquelas coisas grandes que vão recolher o lixo nos latões, cometeram um grave erro no que toca à economia nacional. Parece que o governo português ganha uma comissão de 50% pelos combustíveis fósseis que utilizamos diariamente e como tal, a sua não-utilização resulta numa multa. Passo a explicar, na Ericeira, a Junta de Freguesia optou por um sistema não-poluente de combustível…

Hoje

Vi mais do que posso explicar e entendi mais do que pude ver; pois vi no espírito, de maneira sagrada, as formas de todas as coisas tal como elas devem ser: juntas, numa única coisa. Black Elk

25 de Abril....

"Para mim, o 25 de Abril foi um pássaro azul no alto da madrugada..."

O Poder da Febre/ o Poder da Amizade

Foram precisos dois febrões, dois quase-desmaios e uma catrefada de espamos musculares, para eu perceber de que andava completamente errada em relação a quase tudo. Não que estivesse numa fase má, nada disso, mas pura e simplesmente, o radar deveria estar avariado e a apontar para os locais mais incríveis e despropositados. Isto em relação a pessoas. (O resto felizmente estava e ainda está bem). É preciso uma pessoa estar no seu pior.. no seu bem pior, para que, sabe-se lá como ou porquê, apareça uma alminha vinda também não se sabe bem de onde pôr-me a cabeça, o tronco e os membros no seu lugar certo. É nestas situações que aquela frase cliché: nos piores cenários acontecem milagres, faz todo o sentido. Existem luzes à nossa volta, prontinhas a darem a cara quando são realmente necessárias e depois voltam a desaparecer durante uns tempos. E atenção, não são necessariamente os nossos "melhores amigos", por vezes são pessoas que nem sequer nos conhecem bem.Eu já não procuro …

Deus deve escrever direito por linhas tortas...

Mas na minha opinião, é mais uma espécie de karma mau que eu tenho. O motivo? Quando tenho que estar o mais saudável e desperta possível, para tudo de bom que tem acontecido nos ultimos tempos, em todos os aspectos da minha vida, fico de cama, doente, com todos os músculos do meu corpo a doerem-me como se estivesse com a maior gripe do mundo. Nem dormir consigo! Eu, que nunca tenho tosse, agora, não páro de tossir! Afastem-se de mim, sou um pólo de bactérias com certeza! Irra! (E hoje não fui para Lx, mas amanha não escapo e ainda por cima o tempo está a piorar!)

De Homens e Mulheres

Um bom tema para blogar sobre, according to Mr. C.. Em franca cavaqueira com uma daquelas raras pessoas que nos aparecem na vida e que penso serem extraordinárias, ontem, pelas primeiríssimas horas da madrugada, chegámos à conclusão de que um bom tema de debate para o meu ilustríssimo blogue seria "As desculpas que as mulheres poertuguesas dão para não fazerem o "amor"." Após um mini debate sobre o assunto, decidimos que todas as desculpas são esfarrapadas (à excepção da hipotese "amanha será um dia de trabalho muito extenso e intenso") pelo que ficou no ar a ideia que no geral da coisa, este fenómeno da "dor de cabeça" é herdado geneticamente de mães para filhas e, em 2º lugar, o facto de sermos um país de fortes tradições: xaile negro, tristeza, a saudade e a falta de sexo! Não tendo eu forte experiência no assunto aqui desenvolvido, acho que tanto homens como mulheres devem fazer sexo conforme a sua vontade, sendo desnecessário o recurso à men…

Palavras-chave (shiuuuuuu....)

Inferno, quente, entranhas, extrusivo, vulcão, lava, pedra, vazio, vácuo, caldeira, paixão, amor, violento, carnal, bruto, brutal, tango, ninguém, nada

Hold Still (2)

Inspired by D.F.Hold still, stop there, freeze this moment, aloud me to record it in my heart, where everything about you belongs. Come home soon, I miss your presence, your stupid jokes and weird behaviour; I miss your eyes and the way you look at me: Retenho-te na memória da alma onde sem te aperceberes deixaste a tua marca de uma forma tão banal e tão rápida que o meu peito explodiu de tanta emoção e fiquei tonta só de o sentir. Agora quero guardar esse momento para mim. O que eu vi ou senti, mais ninguém o viu, melhor assim. Tenho-te para mim e tenho-te para sempre.

Hold still (1)

Por David Fonsecain this little towncars they don't slow downthe lonely people herethey throw lonely staresinto their lonely heartsi watch the traffic lightsi drift on christmas nightsi wanna set it straighti wanna make it rightbut girl you're so far awayoh, hold still for a moment and i'll find youi'm so close, i'm just a small step behind you girland i could hold you if you just stood stilli jaywalk through this towni drop leaves on the groundbut lonely people herejust gaze their eyes on airand miss the autumn roari roam through traffic lightsi fade through christmas nightsi wanna set it straighti wanna make it rightbut man you're so far awayoh, i'll hold still for a moment so you'll find meyou're so close, i can feel you all around me boyi know you're somewhere out therei know you're somewhere out thereoh, hold still for a moment and i'll find youyou're so close, i can feel you all around meand i could hold you if you just stood s…

Do pó vieste, ao pó regressarás...

"Same Old Stuff"- The Feeling My love look me in the eye don't lie Whats eating you inside I know someone said I aint your kind Who knows that maybe their right Do you feel it in your bones And bones beneath your skin And the blood that flows within I thought it was obvious My love we're made of the same old stuff Same old stuff It's not hard Just look at how close we are Instead of how far My love we're made of the same old stuff Same old stuff It's not hard Just look at how close we are Instead of how far So what tell me what you got to hide Do we all get pulled back sometimes You feel cold You feel so low Just the same as iI feel it in my bones And I feel it in my skin And the blood that flows within I thought it was obvious My love we're made of the same old stuff Same old stuff It's not hard Just look at how close we are Instead of how far I did it your way Don't push it baby Theres nothing more than bones and impressions now Same old, same old, same old There's nothing…

Já não farei nenhum curso... (Se Te Queres, ALVARO DE CAMPOS)

Não que não queira, verdade seja, mas na altura certa, desisti, não me perguntem porquê. Encaremos como medo de apanhar um comboio da Linha de Sintra às 23.00 e chegar a casa pela meia noite em Queluz. E a minha rua virou quase uma favela, em coisa de 5 meses. Pode ser só uma desculpa, mas quem sabe se não é melhor pensar assim... "Se Te Queres" Se te queres matar, por que não te queres matar?Ah, aproveita! que eu, que tanto amo a morte e a vida, Se ousasse matar-me, também me mataria... Ah, se ousares, ousa! De que te serve o quadro sucessivo das imagens externas A que chamamos o mundo? A cinematografia das horas representadas Por atores de convenções e poses determinadas, O circo policromo do nosso dinamismo sem fím? De que te serve o teu mundo interior que desconheces? Talvez, matando-te, o conheças finalmente... Talvez, acabando, comeces... E, de qualquer forma, se te cansa seres, Ah, cansa-te nobremente, E não cantes, como eu, a vida por bebedeira, Não saúdes como eu a morte em literat…

Escrever por aí....

Tenho uma obsessão nova. Cidades. Cidades com Luz, que me trazem boas recordações. Recordações recentes. Lisboa é uma delas. Lisboa é a minha cidade. Não vivo lá, nem nunca vivi, mas a proximidade ao subúrbio onde vivo é relativamente pequena e em 20 minutos de transportes públicos já lá estou, mesmo no centro da metrópole. Tem a Luz, tem ainda os bairros, tem o Castelo e tem o Tejo, que embora não sendo nosso, não brilha mais em Espanha do que cá. Tenho outra obsessão, mais antiga. Escrever. Adoro escrever, escrever tem em mim o mesmo efeito que cantar, lava-me a alma de todos os medos e contradições e pecados e ansias. Poderia às vezes ficar a escrever horas e horas, no computador, com lápis ou caneta em papel solto, em blocos de notas, em cadernos comprados especificamente para esse efeito. Adoro comprar cadernos e canetas, sempre com ideia de escrever. Não de inventar histórias alheias à realidade, para isso já me basta a vida quotidiana, mas histórias a partir de coisas que vejo.…

K Galeria /Kameraphoto

Não é só um hobbie, é um divertimento, um trabalho, uma obsessão. O grupo Kameraphoto, foi criado em Janeiro de 2003, por um grupo de pessoas especiais. Especiais no sentido em que vindas de vários mundos diferentes tinham em comum o gosto pela objectiva fotográfica e gosto pelas histórias vividas e que podiam ser reportadas através da mesma. Desde artistas plásticos a geólogos, passando por jornalistas freelancers ou fotojornalistas, o colectivo Kameraphoto desde sempre tentou mostrar mais do que aquilo que o olho às vezes não vê. Ou melhor, vê, mas não repara, não detalha, não retém na memória. As fotografias são sem dúvida a melhor maneira de nos recordarmos de algumas histórias das nossas vidas ou das vidas dos outros, e se formos nós a contá-las (a fotografá-las), melhor ainda. Assim sendo, em 2005 foi aberta na Rua da Vinha, 43-A (Bairro Alto), a KGaleria, onde não só os membros fundadores do grupo bem como qualquer outro artista independente (eu ou qualquer outra pessoa), possa…

Teatro Villarett- A Gorda (Embora seja o dia-a-dia)

Image
Helena é gorda. Não vale a pena dize-lo de outra forma, a moça é mesmo gorda. Não é lontra, nem cheinha. É pura e simplesmente, GORDA. E, tal como eu sou sincera e frontal, também ela o é, e não se importa nada com isso. Sente-se bem com o corpo que tem, e, caso a coisa comece a resvalar a insanidade o resultado psicologicamente poderia ser grave e não há nada pior do que nos vermos obcecados com a nossa imagem, embora as Zaras, Mangos e companhias já comecem também a abusar no que toca a números de roupa. Está num restaurante a comer a sua 2ªa fatia de piza (espero que fatia grande, porque por experiência, só uma não alimenta ninguém). Tomás é um pão. Literalmente um pão. Não é apenas giro, engraçado, bonito, é mesmo um PÃO! Daqueles homens que são tudo aquilo que uma mulher precisa (conheço alguns, vá, para não dizer apenas 2!, assim). Fortes e lindos e esbeltos. Principalmente esbeltos. Nós podemos ser feias e tal, mas eles, devem ser lindos. É verdade. Digam o que disserem, eu não…

Semana de loucos..não.. esperem, mês de Loucos!

Image
A minha vida dava um filme e quem me conhece minimamente bem, sabe bem disso. Se a ultima semana foi um chavascal de tanta loucura, de tanta agitação, de tanta informação, que muito se deve à chegada da malfadada Primavera (fui bombardeada com esse comentário ao longo do último mês, literalmente), o mesmo posso dizer em relação ao ultimo mês. Sim, porque desde dia 8 de Março até hoje, dia 5 de Abril, isto não tem parado. Ora é por causa da faculdade, ou por causa da famelga, ou por causa de causas perdidas, pessoas que eu pensava serem de uma forma, serem de outra completamente diferente (campo pessoal), enfim. Uma autêntica agitação. Contudo, devo dizer que quanto mais agitada é a minha vida, mais animada eu fico, pelo simples motivo de a estar a viver. Estar mesmo a Viver e não a ficar sentada (como tenho feito ao longo dos ultimos anos), à espera que as coisas venham ter comigo. Ora que caraças, se é para levar com os pés, que leve, não posso é deixar passar tempo sobre as situaçõe…