Thursday, February 15, 2007

Anatomia de Grey

Pelos dois últimos episódios que passaram pelo canal Fox Life, da série, Anatomia de Grey, cheguei à conclusão que ser-se médico, e no caso específico, cirurgião, não é, realmente para todas as alminhas que conseguem atingir a média dos 19 ou 20 valores durante o ensino secundário. Os episódios revelaram que uma das personagens, Isobel Stevens (protagonizada por uma estrondosa Katherine Heigl, conhecida do público português da série Roswell), atingiu o extremo de dedicação a um paciente. Claro que a sua história pessoal é exarcebadamente dramática. Izzie, como é conhecida pelos colegas aka amigos aka família, e pelos médicos residentes do Seattle Grace Hospital, nasceu e cresceu numa roulotte, num estado sulista dos Estados Unidos, ficou grávida aos 16 anos dando o bebé posteriormente para adopção, tornou-se gira demais para passar despercebida, posando para uma marca de lingerie de forma a pagar os estudos e formou-se numa prestigiada universidade em Medicina, conseguindo uma vaga num programa de Cirurgia na cidade do Leste americano. Contrariando um espírito cinzento e chuvoso da mesma cidade e do grupo composto por ela juntamente com Meredith Grey (que andou um tempo obcecada com a sua pseudo relação amorosa por um dos chefes), Cristina Yang (obcecada em ser a melhor em tudo, sendo por isso, demasiado fria e bruta com os pacientes), George O'Malley (querido demais para não o pensarmos gay) e Alex Korav (o bruto do grupo, em termos masculinos), será Izzie que tenta animar sempre os espíritos, refugiando-se na cozinha, especialmente na feitura de bolos ou queques. É ela que irrita todas as pessoas com o espírito natalício, com o Dia de Acção de Graças, com todos os feriados municipais e religiosos, mas também é ela que dá verdadeiras dores de cabeça, quando se envolve demais, emocionalmente, com os pacientes. Só tendo-o visto um par de vezes, conseguiu a proeza de se apaixonar por Denny Duquette, numa relação que não só poderia estar condenada pelo factor médico-paciente, bem como pelo estado de saúde dele. Para quem não viu ou para quem ainda não viu o episódio, prepare-se para grandes emoções. Izzie ultrapassa os limites da ética em nome do amado e o resultado final, depois de tudo o que foi feito, não poderia, contudo ser mais trágico. É com uma Isobel a dizer: "I thought I could be a surgeon but I can't, so I quit" que termina a sua participação na 2ª época de Anatomia de Grey. O resto ainda está para vir em Portugal, mas a nova temporada já está a dar nos EUA. http://abc.go.com/primetime/greysanatomy/index

No comments: