Saturday, February 27, 2010

Pelo menos ninguém me pode chamar de mentirosa

É verdade, tenho dias em que ando mais "para cima" e outros em que ando mais de cabeça baixa, batendo com os cornos no chão e nas paredes. Estou farta de o aqui escrever, portanto não é surpresa para ninguém. Esta é mais uma dessas fases em que geralmente a minha convivência com outras pessoas, geralmente amigos próximos ou não, faz que com mais tarde ou mais cedo haja de tal forma "raia"que acabemos por discutir ou, pior ainda, como é meu hábito, fechar-lhes a porta (ou a eles a mim) por falta de paciência e controlo de parte a parte (mais da minha, admito!). Portanto esta ultima semana tem sido um nojo e, pelos vistos, ainda não terminou. Não falo só de todos os cataclismos e catástrofes ou dos problemas de saúde "internos" ou dos problemas que o mestrado/estágio me têm trazido (quem é que diria que a porcaria de uma avaliação final de 20 valores se apresente com tantos sarilhos?). Mas sim, devo merecer.. meus caros, é karma, garanto que é, pelo mal que disse aos outros, que desejei aos outros... Portanto sim, o universo é uma merda e estou farta de lutar contra a corrente inspirada em pessoas que, por muito bacanas que sejam, têm outra forma de ver a vida porque, assim de repente, têm quase mais 20 anos de experiência em cima. Paciência, a vida é como é e não posso negar que é tudo muito bonito até ao dia em que perdemos de vez a pachorra com tudo e todos e, principalmente com nós próprios. Estou um bocado farta de determinadas situações que nunca me levam a lado algum, sendo que já nem sonho alto; pura e simplesmente deixo andar até que dê merda, como seria o caso não tivesse eu dito que NÃO! A continuar pelo caminho que estava a seguir, em breve chegaria ao topo da montanha e rebolava dali para o sopé, porque iria desapontar-me mais uma vez; não me apetece, estou bem como estou. Estou sozinha sim! So what? Estou também farta de dizer que não quero nem confusões para os meus lados, que a minha vida já de si é também muito confusa. Quero paz.. será que os deuses sabem o que é isso? Quero poder dormir sem chorar baba e ranho por um desgraçado qualquer que deu cabo da vida pessoal. Sim, porque a principal razão pela qual não sei já controlar emoções ou sentimentos, deve-se à singela pessoa que não sai nem da minha cabeça, nem do meu coração. Cá está.. karma a funcionar. Mandei-o embora da minha vida como se fosse um animal, disse-lhe coisas horríveis (mais valia dar-lhe um tiro) em frente a amigos comuns, humilhei-o e achava o quê? Que passado 1 ano EU estaria na maior? Que coisa mais estúpida. Portanto estou a enganar quem? E isto das boas notas no mestrado?? Meus amigos, isto é um erro.. eu não sou inteligente. Nem pouco mais ou menos.. não gosto de estudar, faço as coisas porque tenho que fazer. Se eu pudesse seria rica e não faria nada na vida. Era praia, caipirinhas (se a bebida não me tocasse tanto), Sol, Sol, Sol, e mais nada. Nem gajo, nem nada... Não preciso nem de sexo, nem de homem (how could I se vou passar toda a eternidade a suspirar pelo de Tercena?) para ser feliz. Portanto, sim, estou de greve, greve de pessoas, greve de homens, greve de tudo o que me possa deixar contentinha na minha vida bestial. Estou farta de cometer sempre o mesmo erro, de dizer para mim mesma que nunca mais falo, que nunca mais telefono, que nunca mais envio mensagens, quando na realidade nao passo de uma ordinária que assim que pode vai logo a correr atrás do 1º que lhe dê bola. E depois ainda me admiro que eles fiquem chateados, aborrecidos, que me virem costas. É natural, ninguém tem paciência para uma mulher como eu, que basicamente suplica por atenção. É isso. Eu suplico por atenção como se estar sozinha não fosse bem melhor. Peço imensa desculpa mas realmente não me prende vir ao blog falar de coisas que não interessam, com pessoas que nem conheço e as quais nunca irei conhecer. Isto é tudo muito bonito, mas cansa e eu estou deveras cansada de andar a enganar-me e a mentir-me. Aos outros não minto. Não tenho máscaras diárias que coloco e tiro a meu belo prazer. Mas para mim, sempre que me olho ao espelho e vejo a porcaria da minha fronha reflectida, finjo que está tudo bem, ou que o dia de amanha irá correr melhor. What a mistake.. O amanha é hoje e não pode correr pior do que já está. Estou de greve no blog também por tempo indefenido. Sei lá...

1 comment:

Artur said...

Isto é o que se chama uma super-exposição.