Tuesday, May 31, 2011

E depois lemos que uma miúda de 19 anos foi apedrejada até à morte. E temos de nos olhar no espelho. E tomamos consciência de que temos muita sorte na vida, que somos e fomos amados, que há quem olhe por nós e nos dê a mão, o braço, quem desse a sua vida pelo nosso bem-estar, quem se prive de comer e, muitas vezes, se prive da sua liberdade. E é a ler notícias como esta que TENHO de me lembrar de tudo o que aconteceu de bom e não apenas do que é mau porque acabou, porque se rompeu um laço. A vida não é perfeita. Nós também não.
Que algures hei-de encontrar o caminho de volta.
Saw Jacarandá trees "crying" their velvet blue flowers over me today... funny enough my heart started to cry as well... I can't believe this WAS IT... Can't believe I really have to let it go.
A Vera tinha razão... e não imaginam como dói. E como é frustrante.

Monday, May 30, 2011

Porque reparei agora que é o assunto do dia na blogosfera (e não quero estar fora de moda)

Se me choca a tal de Margarida ter perdido (so she says) a virgindade aos 28 anos? Nada! Não me choca coisa alguma (aliás, para quem me conhece, sabe bem o que eu penso sobre o assunto). O que me choca é a forma como ela fez de algo tão pessoal uma notícia a nível nacional com direito a destaques de imprensa e tudo. Isso sim, é que me incomoda um bocadinho. De resto, ela que seja imensamente feliz com a sua nova descoberta.
Sim... nos dias que correm, já não existem grandes desculpas para não se contribuir no Banco Alimentar Contra a Fome. Se calhar deveríamos começar pela base da questão: da forma como isto caminha, um dia destes, seremos nós a precisar, portanto não devemos dizer "Deste prato não comerei". Durante o fim-de-semana decorreu mais uma campanha de angariação de alimentos promovida pela Isabel Jonet. Segundo palavras da própria os portugueses estão a dar mais produtos alimentares do que antes e mesmo assim parece que chega para cada vez menos pessoas. Proporcionalmente são cada vez mais as que entram num estado de falência financeira e começam a precisar de apoio das instituições. Não devemos nem podemos baixar a cabeça. Pobreza sempre existiu no nosso país, mais camuflada, menos escondida, sem-abrigos sempre os houve. Em 27 anos de vida e desde que tenho memória, sempre os vi, mais ou menos nos locais do costume. Para onde vão durante o dia, eu não sei, embora tenha visto uma vez que havia um grupo junto ao largo da Igreja do Intendente.. ou seria Igreja dos Anjos? Algures ali. Mas falando das famílias carenciadas que passam fome, não custa comprar (hoje em dia por 2 euros, se tanto) um pacote de massa, uma embalagem de cereais, umas salsichas ou outros enlatados, azeite, açúcar, farinhas. Eu contribuí, com pouco, é verdade, mas contribuí. O que comprei para mim, adquiri igual para outros. E soube-me bem. Quanto mais não seja pelo egoísmo do acto, em termos de prazer pessoal que se obtém em fazer algo tão banal, contribuam também. Já se sabe que grão a grão...
Sim, aconteceu algo ontem. É incrível como as coisas acontecem ser estarmos à espera delas e, muito menos, vindas das pessoas que vêm. Revelam muitas coisas, entre as quais, o fundo humano que cada um de nós tem. Enfim, são opções.

Sunday, May 29, 2011

" "Perder algumas das coisas que desejamos é parte indispensável para a felicidade" (Bertrand Russel) Há sempre coisas que têm de ficar para trás. Mas o que fica para trás é sempre dispensável. " Isto é o que hoje a Vera Xavier determina para os nativos de Aquário. Se bem que há que não acredite em nada destas coisas, eu, por acaso, não tenho tido razões de queixa da Verinha. Acontece que ela acerta também naquilo que é menos positivo e isso pode ser uma frustração, uma espécie de "bem te avisei, mas tu não quiseste ver o óbvio". Se isto é o que se espera para hoje, deixem-me já declarar que se forem coisas materiais, muito bem, mas se forem pessoas, se calhar o poder de encaixe já não está garantido. Como Humanos temos o poder de sonhar e desejar; sem isso a Vida seria inglória e monótona, sem cor. Aliás, o que nos distingue dos demais será a nossa força em querer mais (dentro do sentido prático e do limite) em desejar mais, em melhorar tudo o que fazemos, sabendo que nunca será perfeito ou sabendo que há quem possa fazer um bocadinho melhor. E eu não estou mesmo nada preparada em deixar para trás, hoje, aquilo que eu possa desejar, porque não quero deixar-te para trás... mesmo que isso possa implicar um ligeiro declínio do meu bem-estar ou da minha felicidade. A não ser que...
Que tenho:
  • Uma introdução para um relatório a fazer...
  • Os cd's da Márcia e dos Dazkarieh dentro do saco e levo-os para todo o lado...
  • Imensas fotografias impressas à espera que eu as recorte e cole ou ajuste nos locais devidos...
  • Desenhos por realizar no meu moleskine musical e colori-los com aguarelas...
  • Exercícios de inglês por completar sobre "Propositions"...

  • Pouca vontade para tudo isto e são todas coisas que me dão imenso prazer, como ler um livro, ouvir os álbuns dos Arcade Fire, Joan as the Police Woman e Anna Calvi (que estranhamente aparecerem na pasta Downloads do meu pc)...

Saturday, May 28, 2011

Eu tinha dito que esta semana iria ser diabólica. Na realidade foi o próprio Diabo que se alojou ao corpo, porque a nuvem cinzenta que me acompanhou estes dias estava muitíssimo carregada. E não me lembro de (sem ser propositadamente ou conscientemente) fazer tanto disparate junto. O que vale são estas trovoadas que limpam a atmosfera e supostamente também deveriam limpar o resto. Mas estou em crer que o fim de semana continuará a ser escuro e pesado... e, sabem que mais, é deixá-lo ser... Da forma como este mundo anda, uma pessoa tem é de saber aguentar o andamento do barco.
"Sometimes I can't believe it, I'm moving past the feeling ... again"

Tuesday, May 24, 2011

É sempre bom saber que, com excepção de um ou outro blog, todos os demais que ando a acompanhar estão numa profunda fase de ironia e sarcasmo. Mediante a minha postura de vida esta semana, (e só ainda é só terça-feira), o meu espacinho deveria ser pautado de igual forma. Just in case, só mesmo para não haver confusões. Só mesmo porque ando um bocadinho mal disposta e não percebo bem porquê. (Só para avisar que a fase dos suspiros no canto da semana passada, terminaram...)

Monday, May 23, 2011

The more I AM with you... the more I MISS you. Therefore the better way to fight it is staying away... or at least trying to stay away from you.

Saturday, May 21, 2011

Cruzando os nossos caminhos...
Foto: AFM2011

Já uma semana passada...

até custa a acreditar a rapidez com que o tempo se move à nossa volta.
Foto: CPS2011

Wednesday, May 18, 2011

Too much info in a couple of days to put it into words or write it down....

Sunday, May 08, 2011

Thursday, May 05, 2011

... ou afinal... não. Ai ai ai, decide-te rapidamente que eu tenho mais que fazer.

Tuesday, May 03, 2011

.... afinal.... (agora só tenho de ter calma e juizinho).

OK... então cá estamos.

Portanto... segundo José Sócrates (que hoje conseguiu garantir já à partida a vitória nas próximas eleições legislativas), o acordo feito com a "troika" em quase nada vem alterar o que estava planeado anteriormente para Portugal poder fazer frente à dívida externa. E com menos (!!!) dinheiro ainda do que se pensava. Estou então deveras curiosa em saber, amanhã, em que é que a entrada do FMI e dos outros 2! grupos veio mudar seja o que for. Muito curiosa. Porque se aquilo que era para saber afinal NÃO vai ser, de onde virá o dinheiro que será utilizado para pagarmos as nossas (as do país) coisinhas? Quando Sócrates diz que tudo aquilo não vai acontecer, o que é positivo, tremi de pânico e acho que até senti alguma arritmia. Vindo de um mentiroso compulsivo é SEMPRE de suspeitar. Assustei-me vá! E, acho que durante os próximos meses continuarei com um olho no burro e outro no cigano.

Monday, May 02, 2011

Enquanto isso...

Tenho pena.. sim, tenho pena. Mas estou tão calejada que já não me afecta tanto como deveria de afectar. Não deixo contudo de suspirar porque realmente tenho pena. Oh well, uns meses de introspecção não me farão mal.

Esperem, esperem, ESPEREM LÁ!

Então as forças norte-americanas matam Bin Laden e atiram o corpo para o mar? Qual mar? Em que tempo record podem mover um corpo sem serem vistos ou pelo menos darem nas vistas e deitarem-no ao mar? E porquê? A ideia não seria (antes...) ficarem com o corpo como prova mais que provada que o tinham aniquilado? Ou será que se enganaram, afinal não era ele e para não haver problemas, fizeram desaparecer o indivíduo? OK... Mais uma pergunta para a qual, agora, obviamente, não haverá resposta: o Bin Laden morreu realmente? Venham de lá essas fotos de confirmação e depois voltamos a falar sobre o assunto, sim?

Sunday, May 01, 2011

Começas amanha uma semana intensa de reuniões de trabalho... Noutro local que não o teu local laboral... Com pessoal que não o teu pessoal laboral. Importante mesmo... para além do conhecimento que deves demonstrar sobre os assuntos em questão é a forma como te apresentas. Pedindo a S. Pedro para que não se arme em parvalhão e se ponha com chuvas, irei fashion-simples com uns ténis, umas calças "beige" e uma camisola de gola alta cinza. Levarei ainda o mocho (símbolo de conhecimento e sabedoria que tantas vezes me faltam) como peça de decoração ao pescoço. E mala pipi... E pronto. Basicamente é isto.