Friday, January 08, 2016

Ano novo, vida nova, mas a chuvinha continua impávida e serena. 

Sempre se disse que quando Deus fecha uma porta, abre algures uma janela, frase feita válida para tentar justificar que nem tudo o que acaba é necessariamente mau ou funciona pelo pior. Simplesmente é altura de aprender com o que se viveu, bom e mau, e tirar conclusões + ensinamentos para o futuro (a tal janela).
Para mim mais uma jornada/ ciclo/ momento chegou ao fim e com ela, e com isso, outra se iniciou - sem fazer planos de agenda ou numerações em listas, porque raramente resulta a não ser num contexto de trabalho. 
Pois bem, mãos à obra, recordar o passado com carinho mas aceitar que não podemos voltar atrás e repetir os bons momentos vividos. Há agora que trabalhar para o Futuro nos proporcionar ainda melhores e maiores surpresas. 
Com isto talvez comece a pensar seriamente a realizar um pequeno portefólio com algumas das minhas fotografias de amadora incipiente. Nada de especial, apenas reunir aquelas que penso serem as "melhorzinhas", sendo mais fácil depois encontrá-las para algum concurso ou exposição online (já conhecem o site Exposure.co? Permite-nos, antes de iniciar - e só se quisermos - o pagamento de cota, realizar 3 projectos fotográficos (incluindo texto) que podem ser visualizados por outros utilizadores da mesma plataforma bem como partilhar na Internet. Não deixa de ser muito relevante o facto de permitir uma maior segurança no que concerne aos direitos de autor, já que as fotografias só podem ser inseridas pelos próprios fotógrafos). 

Da mesma maneira iniciei um novo diário (manual), que terá de ser pautado por imagens também. Aliás, nos últimos 2 anos já começava a usar muito mais as referências em suporte físico de algumas entradas em museus, bilhetes de concertos, viagens de avião para descrever situações do quotidiano. Agora quero incluir imagens da vida real. Ainda que possa ser um trabalho privado, apenas meu, o que me adianta estar a referir que apanhei um trânsito infernal e não ter o registo em imagem desse caos? Ou a correria desenfreada das pessoas para a estação após as 18 badaladas? Ou "fui hoje ao miradouro tal e o céu estava magnífico" e não mostrar que céu era aquele? Um diário gráfico - ilustração e escrita, algo que há muito eu já deveria ter começado a fazer, mas que a preguiça digital acaba por deixar rolar no tempo.

Continuarei a usar o blogue para assentar ideias ou partilhar opiniões várias, eventualmente para expor também o que me assola. Os desafios, as ansiedades e angústias de quem pensa que já conhece muita coisa, mas na volta, ainda não sabe nada. 

Portanto e por agora vai sendo assim. Sem grandes expectativas e sem grandes ilusões, porque a própria Vida já é, de si, desafiante e não precisamos de a fazer um bicho de sete cabeças. 




No comments: