Monday, October 26, 2015

Por falar em "desbloqueio"... Contra o Poder, Nada se Pode.

Luaty Beirão. O activista angolano contra o regime. 
Não há forma do rapaz voltar a comer. O mais provável é realmente sucumbir à fome e sede por acreditar em algo tão fundamental como no direito à Liberdade de Expressão, Direitos Humanos, anti-corrupção, coisas tão corriqueiras nos dias de hoje que infelizmente andam a falhar seja em que país for (sim Finlândia, estou a falar também de ti aqui). 
Contudo o problema atravessou fronteiras e chegou obviamente a Portugal, parceiro de negócios e outros que tais com Angola. 
Se há coisa de duas semanas o nosso Ministério dos Negócios Estrangeiros pronunciava-se em nada se pronunciar sobre o assunto, há dias o nosso Embaixador em Angola cometeu o enorme erro de ir visitar o rapaz, misturando-se com a legião estrangeira que foi igualmente mostrar solidariedade. 
Tal como eu tinha mencionado num comentário um bocado (mas só um bocado) estúpido no Facebook, claro que Portugal não tinha nada que se meter nestes assuntos. Nós que temos, ainda assim, uma boa relação comercial e económica com Angola, que temos investimento angolano, vamos visitar pessoas que estão contra esse mesmo regime que possibilita esses negócios? É dar uma no cravo e outra na ferradura  - e olhem que eu sou perita em instabilidade emocional. 
Peço desculpa, porque neste momento da minha vida a minha opinião já não pode entrar em jogo, mas a verdade é que se queremos continuar com algum apadrinhamento angolano pró-Santos em Portugal, temos de nos sujeitar ao básico dos básicos, e por muito que discordemos de determinadas situações, temos também de engolir em seco a bem das relações diplomáticas que eu sei, serem muito difíceis de, primeiro, se estabelecer e, segundo, se manter. 
Claro que o politicamente correcto é muito bonito, mas por vezes traz-nos muitos dissabores. Há que ter em atenção vários factores antes de se fazer seja o que for, principalmente neste tipo de casos. 
Luaty, compreendo a tua luta e se eu pudesse, outro galo cantaria, mas infelizmente contra o Poder, nada se pode.  

1 comment:

Goldfish said...

Esta gente é incrivelmente falha eem educação popular - não cuspas no prato que te dá de comer!