Friday, November 28, 2014


You see the night. I live the day. Somewhere in between our souls connect and it's dawn again. 

Monday, November 24, 2014

E quando um dia acordamos e descobrimos que somos (fomos) steampunks uma vida (quase) inteira? 
Coração de Viana e Galo de Barcelos criado por Maria Gonçalves

Thursday, November 06, 2014


Há coisas que não merecem título. Mas vindo de onde vem... 

Monday, November 03, 2014

Chegou...



Pairava no ar enquanto as primeiras nuvens apareceram do Atlântico. Um vento abafado, que em vale fazia chiar, e na cumeada acalorava os corpos que subiram a colina. Para as ver e para a sentir. A electricidade da tempestade que se adivinha (ainda longe). A sensação de Outono que se vai, ainda que lentamente, instalando. A colina do Castelo que vai saboreando os tons rosa do céu, como se preparando-se para receber as novas chuvas, as novas maresias, e deitando por chão as teimosas folhas que tardavam em cair. 
E aqui está ela. Devagarinho, primeiro com o uivar do vento, depois com as primeiras gotas. E finalmente com a junção dos dois elementos numa dança infernal, colidindo contra os prédios, carros, pessoas. Finalmente chegou... 

A arte de (não) te esquecer

... é o tempo. Dizem-me. É uma nova paixão. Pedem. 
Contudo, a cada dia que eu digo que te vou esquecer, é mais um dia em que fico encantada por ti. Em que sinto a tua falta, ou que tenho saudades, ou que tenho alguma coisa para partilhar. Um engano a mim mesma. A arte de (não) te esquecer consiste na arte de fingir que realmente te esqueci.