Tuesday, January 08, 2013

Regressando às publicações desprovidas de importância#3

Quando li este título pensei: "só podem estar a brincar comigo!" Pode ser apenas e só embirração minha - e quem me conhece sabe que sou de forma geral embirrante e com mau-feitio -, mas o que é certo, é que se que leio ou escuto coisas destas "... fulano de X e Y poderiam ter ido para fora de Portugal, mas não o fizeram, porque têm amor ao país e isso seria uma forma de desistirem do mesmo..." apetece-me esbofetear alguém. Gente rica, ou modelos, ou atrizes, ou cantores/ artistas vários, NÃO PODEM ENTRAR nas estatísticas de emigração recorrente em Portugal. Simplesmente, não podem (pelo menos os nomes que surgem nesta capa - não menosprezo as profissões, mas caras conhecidas, serão sempre caras conhecidas e só com muito azar ficarão sem rendimento algum). E quem faz estas declarações ou títulos bacocos de "ir para fora = desistir do país" merecia um tiro (vá um tirinho), porque quem escreve este tipo de coisas, são os primeiros que se ficarem sem o empregozinho na revista cor-de-rosa, dificilmente encontrarão, na sua área de profissão "pseudo-jornalismo", trabalho... e como pela boca morre o peixe, sempre gostaria de saber se estas mesmas criaturas não dariam de frosques caso não tivessem oportunidades laborais em território luso. Obviamente que não desejo mal a ninguém, mas espero honestamente que estes títulos comecem a ser melhor pensados antes de serem publicados. Porque são, não só de uma profunda injustiça, como uma mentira pegada. Se os jovens (e não jovens), estão a emigrar, não é porque desistiram de Portugal, mas sim porque Portugal, de forma cada vez mais evidente, desistiu deles. Tenham, por isso, algum juízo... 

1 comment:

Anita said...

E olha que é pena alguns não terem aproveitado a oportunidade. Assim como assim, por cá não fazem nada de jeito.
Se me pagássem (bem) para fazer presenças em festas e sendo nós um povo ramboieiro, eu também não arredava é daqui.
Olha, e quando vão faltando as festinhas na época baixa e as economias feitas em Agosto vão acabando...troca-se de namorado(a) e lá se vai para a revista again! Ah, a mim também ninguém me paga por isso. Não é justo, pah! :)