Wednesday, January 12, 2011

O pior de se começar o Novo ano com uma Gripe, não é tanto ter-se iniciado o ano com a Gripe, mas sim, os efeitos secundários que a mesma provoca, senão por si mesma (que são maus, mesmo maus), serão por via do tratamento. Então depois de ter estado em casa uns dias, porque a febre não me deixava sequer sair da cama (e eu já não tinha febre, nem sabia o que isso era há imensos anos), estou a sentir (já regressada ao trabalho) os efeitos pouco energéticos que o tratamento nos traz. Vejamos: sono, cansaço, transtornos intestinais, falta de apetite, dores de estômago, etc.. Basicamente uma pessoa chega à conclusão que depois de ter estado uns dias em casa enfiada na cama, precisa de outros tantos dias, de férias, a recuperar do choque de medicação. E sim, uma gripe não é uma constipação, é, geralmente, uma coisa bem mais forte que deve ser tratada com menos leviandade e mais respeito, porque qualquer recaída pode ser pior do que a queda inicial. Não deixo contudo e, por isso, de me sentir mal à mesma e desejar estar relaxadamente deitada num sofá-cama com os olhinhos fechados. Diria que gostaria de estar a curtir o fascinante dia de Primavera que nos tinham concedido, mas parece-me que o sonho terminou rapidamente pelas 11 da matina sem que eu percebesse bem a razão.

No comments: