Wednesday, December 29, 2010

Se não me sais da cabeça chamo a polícia, a protecção civil, os bombeiros, o INEM! Chamo qualquer agente que me possa libertar de ti, da tua imagem, do teu sorriso, do raio das fotografias minhas e das outras. Eu é que deveria ter tirado aquela imagem, capturando-te no "nosso" tempo; quantos dias imaginei fazê-lo, mesmo sabendo que nunca iria acontecer? Ou será que poderá acontecer? Para mim são os melhores retratos, aquelas tiradas nos momentos antes do outro acordar... basicamente quando estamos no nosso momento mais íntimo de repouso absoluto e tranquilo. Representa aquilo que é mais verdadeiro e real em nós, o momento em que estamos a dormir, segundos antes de abrirmos os olhos. Mas quero-te agora longe (perto), quero que me deixes sossegada durante uns tempos. Quero viver a minha vida e esta altura que atravesso em Paz de espírito, renovada para um Novo Ano de Luz... e se estiveres no meu pensamento quando tocarem as 12 badaladas, tenho medo do que isso possa significar. Portanto eu procuro-te mas não te quero encontrar, quero falar contigo, mas não te quero ouvir.

No comments: