Wednesday, September 22, 2010

A sério...

O pessoal anda todo chocado ou ofendido ou surpreso com o que Margarida Rebelo Pinto escreveu no seu cantinho no DN (acho eu que é no DN). A crónica desta semana tinha a ver com as "gordinhas" e "magras e giras" da nossa vida, concluindo o seu raciocínio dizendo que as "gordinhas" deveriam era emagrecer para não "ofuscarem" a presença das "magrinhas" na vida dos homens. De certa forma a exposição baseava-se no facto (verdadeiro) de que as "gordinhas" e portanto não-giras, eram as amigalhonas dos rapazes, as que vestiam de forma mais descontraída, que saíam com eles que até, eram as confidentes deles, sem por isso irem para cama com os mesmos, enquanto que as "magras" e giras, boazonas, se tentassem ter o mesmo comportamento eram vistas como umas oferecidas, umas galdérias, que só queriam ir para a cama com eles. Meus caros e minhas caras. I've been there, on both sides must say. Eu já fui a gordinha, feiinha, amigalhona dos rapazes, a quem eles contavam tudo e com os quais eu podia falar de tudo, sem querer nada de mais com eles, até ao dia, em que me tornei mais feminina e apareci maquilhada num dos nossos imensos jantares. A reacção de um deles foi dizer-me que eu parecia uma prostituta que ia para o engate. A partir de então, os jantares mirraram em número, mas o certo é que agora eu já não sou a amigalhona da galhofa e sim a amiga, mulher que se junta ao grupo, portanto as conversas já mudaram também de tom e, como será óbvio, já nenhum deles se atreve a dizer seja o que for sobre a minha aparência mais cuidada. É óbvio que quando de marias-rapaz nos tornamos mais "meninas" o efeito sobre os amigos é fatal "Mas que raio quer ela? Está a provocar? Está à procura de alguma coisa?". Portanto peço para não se espantarem com a conversa, porque nem está assim tão errada quanto isso, pode é estar, e isso é óbvio, super exagerada, mas nem por isso é falsa. (E sim, muitas das gordinhas que eu conheço, são as que melhor se "safaram" quando comparo com as magras-giríssimas).

No comments: