Tuesday, June 29, 2010

2012

Woody Harrelson: Oh oh John, I think we might have a problem!
John Cusack: Yep, I can see that.. Don't worry. The script says you'll be left here to die due a piroclastic bomb.
Woody Harrelson: A what?
John Cusack: A bomb! An huge bomb of fire and partially melted rock will come into your face... oh, fuck, why do you wanna know that anyway? The important is: some wacko decided that Yellowstone should burst into a super-volcano destroying America and damaging most of the world's climate, OK?
Woody Harrelson: Oh great! Well, never mind John, we'll get good bucks for this won't we?
John Cusack: Yes Wood, we will... Now DIEEEE MotherF! DIEEEEE!
Vi na sexta-feira à noite (via Videoclube da ZON) o filme 2012. Geralmente não ligo a críticas, muito menos ligo às críticas feitas sobre filmes de Roland Emerich, que tão brilhantemente inventou "O Dia Depois de Amanha" ou "O Dia da Independência" (eu acho que ele tem um jeito normal para datas ou dados cronológicos para títulos). Mas deveria ter levado a sério o que se escreveu sobre o 2012. É que é tão mau, mas tão mau, que não tenho palavras para o descrever. Que haja uma nova era glaciar a gerar-se no planeta no espaço de 3 dias, ainda admito, vá... mesmo que seja muito rebuscado, impossível, mas enfim, da forma como foi apresentado até que ninguém levou (muito) a mal. Agora que NUM UNICO DIA, a crosta terrestre (aquela rocha dura e fria sobre a qual nós, humanos e animais, andamos a por os pés e a destruir e tal) derreta devido a mega-erupções solares, caramba pá! Torna-se abominável! E depois, a forma como os actores desempenham as personagens (que em vez de estarem em pânico ou em choque, ou com ??? na cara, arranjam é tempo de fazer piadas, brincar com carros e aviões), é genial. Um susto autêntico de pavoroso que é. E se bem que o John Cusack entra, e isso deveria ser um pró, não consegue ele, sequer, ser razão mais que suficiente e forte para que eu reveja tal coisa ou compre. Pode ser que eu esteja numa fase onde tudo tenha que ser muito explicadinho.. e se calhar é mesmo isso, porque, o último Indiana Jones, eu vi e gostei, estava relativamente bem explicada a história, se vi o Parque Jurássico e continuo a ver (o primeiro!) e acho que está genialmente bem argumentado, e até mesmo O Dia Depois de.. onde a ciência até não está mal apresentada, então algo está muito mal com o 2012. Presumo que os Maias tivessem fumado ervas a mais. Aliás, só mesmo um povo que desapareceria de forma completamente estranha da face da Terra, é que poderia ter inventado algo assim e já agora, deixo a curiosidade: já repararam que todos os filmes com figuras estranhas (Alien vs. Predador, Indiana Jones 4, 2012) têm como ponto comum a civilização Maia? Eram uns gajos mesmo muito à frente!

No comments: