Wednesday, January 13, 2010

Porque será que...

quando estamos a atravessar fases menos boas da nossa vida nos dá para fugir da realidade? Há quem se debata com chocolates e doces, outros em tabaco. A mim dá-me para o platonismo amoroso. Estou literalmente obcecada por um homem que nunca, NUNCA, irei conhecer. Até podem achar que estou a exagerar, mas a realidade é essa, nunca o irei conhecer mesmo, uma vez que o dito nem sequer mora cá, nem sequer É natural de Portugal. Ora, uma vez que também não penso ir à terra dele (outro lado do Atlântico) e mesmo que fosse, nunca me cruzaria com ele pela rua (que a "terra" é grande), não compreendo o porquê da minha tara. Estou a ficar preocupada comigo, porque a ultima vez que surtei assim deveria ter uns 14 anos e ainda, apesar de tudo, havia desculpa da idade. Mas agora?? Bom, realmente a minha lista de homens portugueses possíveis foi sendo drasticamente reduzida nos últimos 6 meses, mas caramba! É que até de noite, para adormecer penso nele... e NÃO O CONHEÇO. Estarei a dar em maluquinha total?

No comments: