Saturday, December 19, 2009

Soube-se ontem que o letreio à entrada do Campo de Concentração de Auschwitz na Polónia foi roubado. Desta vez é que não consigo compreender qual a razão para tal acto, nem quem poderia tê-lo realizado. Não acredito que tenham sido alemães de esquerda, até porque desconhecem-se quaisquer delitos por eles efectuados; pode cruzar-me por breves instantes, apoiantes extremistas muçulmanos que de tanto ouvirem o Holocausto ser uma mentira, tenham interiorizado a ideia de forma a cometerem mais este crime. O pior cego é aquele que fecha os olhos e não quer ver. É tão criminoso aquele que mata como aquele que esconde a culpa. O Holocausto aconteceu quer se queira, quer não, quer se goste do povo judeu, quer não, e uma das frases mais marcantes dessa época de horror (muitas outras se seguiram), "O trabalho liberta", "Arbeit macht frei", não pode ser esquecido, não pode ser roubado para que ninguém veja ou se recorde ou, pior ainda, venha a saber que isso ocorreu. Não compreendo, nem aceito. Tenho muitos defeitos, cometo erros e injustiças, posso não gostar de determinados povos e culturas, mas fechar-me à sua História, que invariavelmente terá marcado a História Mundial, é o pior erro de todos, o pior crime a pior ameaça à civilização dita moderna. O futuro constrói-se a partir do Passado. E este nunca pode/deve ser esquecido.

No comments: