Wednesday, January 23, 2008

What a fuck is wrong with this people??? (Heath Ledger 1979-2008)

Começo a assustar-me com isto. Será um vírus? Será uma coisa transmissivel nas pessoas da minha geração? Não consigo perceber o que se passa... sei o que se pode passar pela cabeça de suicidas, compreendo o sofrimento, a desilusão, o vazio, mas choca-me perceber que são cada vez mais novos os casos de tentativas de suicídio ou de levar a termo as mesmas. Há quem diga que é uma questão de egoísmo, de fuga aos problemas, outros defendem a audácia, o facto de alguém se ter morto, sem se preocupar com o facto de que estar morto é (e realmente isto tem lógica psicológica) exactamente o oposto de estar vivo. VIVO! VIVER! Acordar todos os dias, olhar o céu azul ou as nuvens ou sentir a chuva, o Sol, o calor, o frio... SENTIR!!! Fazer coisas, poder realizá-las, REALIZAR! Mas não... algures no mundo alguém está a pôr termo à dor. Porque viver também dói, e custa muito, e há dias em que só apetece tomar uma quantidade incrivel de comprimidos, ou cortar os pulsos, eu sei; EU SEI! Eu também já passei por isso... eu AINDA passo por isso... E não é uma questão de status, de nível social ou de faixa etária. E aí reside o meu problema. Somo cada vez mais novos, os suicidas. Somos pobres e ricos, somos pessoas más e horríveis e insensíveis, não somos? Heath Ledger, 28 anos, pai de uma menina, Matilde, que ainda nem 2 anos tem. Encontrado morto no apartamento de Nova Iorque. Podia ser o António, o Juan, o Mikael, tantos outros nesse wide open world, mas quando é alguém que conhecemos ainda que de maneira completamente estranha e indirecta (televisão), não deixa de ser um choque, e dos grandes, e mais ainda quando essa pessoa é apenas 5 anos mais velha que nós. Não faz sentido nenhum... não faz...

Tuesday, January 22, 2008

Portugal na mira dos atentados=atrasar a vida das pessoas

Hoje de manhã, pelas 10.30, a estação de Telheiras foi palco de mais um circo elaborado rapidamente por alguém que não deveria ter muito que fazer, com certeza, à excepção de estragar a vida das pessoas (muitas, centenas mesmo), que utilizam a Linha Verde da cidade de Lisboa. Quando os nossos políticos dizem alto e a bom som que Portugal está a ser ou poderá ser vítima de um ataque terrorista, pela parte de 1º paquistaneses (quando nós temos uma grande comunidade pacífica por cá), 2º dos talibaneses, em que é que resulta? Dou uma pista: pessoal choné que gosta é de brincar aos bombistas. Lembro-me que no meu tempo, ou seja, há 8 anos atrás, o mesmo recurso de ameaça de bomba era feito por pessoal que não queria fazer exames ou testes no liceu. Eu até achava piada. Mas no Metro??? Aquela hora? Ao menos que fosse durante o almoço que é quando quase ninguém utiliza aquele transporte. Fazê-lo pela matina é irritar o pessoal, que sim, esse é que pode provocar algum ataque terrorista ao terrorista amador. Como há dias... a pseudo fuga de gás, que eu pensava que era mesmo uma fuga de gás, porque quando cheguei a Entrecampos queria respirar ar puro poluído e respirava ar puro com gás, e afinal foi a senhora contínua dos laboratórios da Faculdade de Farmácia, que por sua auto-recriação (palavras do Presidente do Conselho Directivo), viu um frasco partido e decidiu despejá-lo numas ervinhas para os lados da Av. Estados Unidos da América. Ela também é uma terrorista amadora. Mas no caso dela é pior... porque em vez só de matar umas tantas pessoas, também queria provocar um acidente biológico. Afinal o produto era enxofre... mas ninguém me convence que aquilo era S, uma vez que cheirava a gás, e não propriamente dito a ovos podres. De qualquer das formas, também estragou a vida a muitas pessoas naquele dia e no dia que se seguiu porque queriam respirar o tal ar puro poluído da nossa capital e tinham que aspirar o gás tóxico.. ou enxofre... Seja, pseudo-atentados= atrasar a vida de muita gente. Se eventualmente acontecer MESMO alguma coisa, deve ser apenas porque os verdadeiros terroristas verificam que a continuar com Governos assim, o país não chega a lado nenhum e querem acabar com o nosso sofrimento. Isso e com o facto de acatarmos ordens de todo o lado. Elas vêm da França, de Espanha, da Alemanha... e nesses países os avisos fazem sentido.. agora cá??? Um advice: verifiquem masé as economias nacionais e internacionais, porque da forma como os mercados andam a cair, não tarda temos outra sexta feira negra, igual à de 1929, e depois sempre quero ver como é.

Monday, January 21, 2008

Nova Lei do Tabaco/ Criança não entra

Segundo as novas regras, é proibido fumar em espaços públicos fechados. Claro que existem outras interpretações, mas o essencial é isto. Não se pode fumar em locais onde se encontrem uma quantidade de pessoas considerável, bem como não sejam ventilados, ou tenham um local específico e apropriado para o consumo de tabaco.
Há, no entanto, quem ache, tal como na história do Aborto, que as regras não são bem assim, e há que ser radicais. Se em relação ao Aborto a questão era de Educação Sexual, que nem sequer foi considerada em debate, a questão que aqui se coloca, é mais afirmação perentória: Quem está mal que se mude. Se não quer ser incomodado pelo tabaco/ fumo dos outros, tem bom remédio, retire-se. Restaurantes, bares e discotecas? Desculpem lá, mas só vai quem quer. E como a maioria das pessoas que quer ir, fuma e bebe, todas as outras, também em maioria mas que não fazem nem um, nem outro, nem ambos, também não devem sequer se aproximar das vizinhanças das chaminés nocturnas. Por mim é-me igual. Não fumo, e, realmente, se as minhas amigas e amigos que o fazem, querem fumar nos locais próprios para tal, aqui a je, ou se retira, ou se deixa ficar, porque aí sim, a decisão já é minha. Ao ver o Prós e Contras de hoje, 21 Janeiro, fico com a ligeira sensação de que não tarda, volta tudo como antes. É que para além do radicalismo do "quem não está bem que se mude", chegou-se ao ponto de comparar a questão do quem deve entrar ou não nos estabelecimentos, com a presença de crianças nos mesmos espaços. Ou seja, disse-se que as crianças são como o tabaco. Tal como existem locais onde fumadores não entram, então as crianças (bebés, traquinas, etc.), também não devem entrar em certos lugares, como restaurantes, por exemplo. Juro que ouvi e vi uma senhora (também a favor da Lei do Aborto, mas daquela ala extremista), a dizer que as crianças incomodam os adultos. Se os pais querem sair, então que saiam, mas deixem as crianças ou em casa, ou à porta do estabelecimento, porque estas incomodam e de que maneira os outros adultos, mentalmente saudáveis (só podem para pensar assim), do seu sossego e tranquilidade. É duro ser-se criança em Portugal, é duro fumar em Portugal, é duro não ser fumador em Portugal. Acho que em relação às crianças, é uma técnica a aplicar e que já surtiu efeitos no nosso piqueno país. Na verdade, os pais de Maddie foram os primeiros a implantar o método de "criança não entra" e o resultado foi aquilo que se tem visto. Para todos os efeitos, eu encontro na nova Lei uma medida interessante de forma a proteger quem quer e quem não quer fumar (embora quem fume pense exactamente o contrário; também é verdade que a Lei não proibe ninguém AINDA de o fazer....).

Friday, January 18, 2008

Sismo de 11 de Janeiro

Ocorreu esta noite (00.21 horas de 11.01.2008, hora de Portugal continental) um sismo que foi sentido pela população do Algarve (e ainda em certas zonas do Alentejo e em partes de Espanha). De acordo com o Instituto de Meteorologia (de Portugal) teve magnitude 4,7 e intensidade IV/V máxima (em Portimão). Já o Instituto Geográfico Nacional (de Espanha) atribui o valor de 4,7 à magnitude e a U. S. Geological Survey - USGS - dá-lhe um valor de 4,3.
Mapas do epicentro das instituições atrás referidas: in: http://geopedrados.blogspot.com/ Post por Fernando Martins
Em bem disse que deveria haver alguma lacuna no processo de informação deste blog, mas na realidade não foi propositado. A vida de uma pessoa é que dá grande voltas e contra-voltas e acabamos por nos desviar de coisas que nos possam distrair um pouco. Com efeito esqueci-me de dar conhecimento sobre o sismo que atingiu o continente, com maior incidência, o sudoeste algarvio, na madrugada de 11 de Janeiro.

Thursday, January 17, 2008

It could happen to you...

Pois que seja um filme de mulheres.... os homens também o deveriam ver. Nunca o tinha visto do princípio ao fim, ou, pelo menos, nunca lhe tinha dado grande atenção, mas fiquei ante-ontem acordada até às 03.00 só para isso. É uma daquelas histórias que mesmo sendo baseada em factos verídicos, parece boa e bonita demais para ser verdade, mas ao contrário do que se pensa, não é um mau argumento ou tem uma má interpretação. Nicolas Cage, Bridget Fonda, Rosie Perez, entre outros grandes (o mítico criador do tema Shaft também está incluído no rol) actores fazem um magnífico trabalho ao contarem a história de um polícia, de uma empregada de mesa e de um bilhete de lotaria, em Nova Iorque. Uma das frases mais perfeitas? "I told yhou I'd share my ticket. I never planned on sharing my heart. Maybe I could get lucky twice today. "
Faz-me lembrar de alguma forma o livro: Girl in Times Square (esse sim, dava um filme lamechas mas vencedor de Oscares) da autora Paullina Simons.

Wednesday, January 16, 2008

Brad Renfro (1982-2008)

Com apenas 25 anos, o actor norte-americano Brad Renfro (inesquecível no brilhante filme O Cliente com Susan Sarandon e Tommy Lee-Jones), foi encontrado ontem de manhã, sem vida, na sua casa. Segundo consta o motivo terá sido overdose, pois Brad há já bastantes anos era adicto a heroína e cocaína. Mais uma jovem estrela que se perde no firmamento fugaz de Hollywood...

Globos de Ouro, sem brilho nenhum

Os argumentistas já não estão a produzir o impacto que pretendiam. Series como Desperate Housewifes ou Lost, podem perfeitamente bem deixar de serem realizadas/ produzidas porque já deram em termos de audiência o que tinham a dar. As histórias em cada episódio repetiam-se a um ritmo acelerado mas monótono, chegando o povinho à conclusão de que as mesmas são completamente indispensáveis. Quem diz isto são os fans que passados tantos meses sem notícias se resignaram por completo. Como tal, verificou-se que, sem espectáculo na televisão, não há palhaços, e chega-se à conclusão de que tanto a entrega dos Globos de Ouro, como possivelmente dos Oscares, passarão despercebidas (como já se verificou com a primeira) aos telespectadores. A sério! Ninguém falou dos vencedores ou vencidos, ninguém fez apostas este ano, ninguém se ralou, ponto final, parágrafo.
Resumidamente, os argumentistas para além de estarem assim a não receberam nem muito nem pouco pelo seu precioso trabalho (não se trabalha, não se recebe), irão perceber mais tarde ou mais cedo, de que as pessoas têm mais em que pensar do que em séries e filmes. Não tarda nada e começa a observar-se um maior número de pessoas, principalmente nos EUA, a dedicarem-se a actividades culturais mais interessante: leitura, exposições, ciência... (ou talvez, criar bombas para os argumentistas irem de vez ao ar e aparecerem novos criadores para as benditas séries de televisão). Não sei não... mas realmente, sem brilho, vestidos bonitos e discursos de puxar à lágrima, ninguém quer saber se há ou não há entregas de prémios...

Saturday, January 12, 2008

Greve de Argumentistas

Devido à greve iniciada pela associação de argumentistas, devo informar que o blogue no qual se encontram estará, sem data estabelecida, sem conteúdo informativo decente.