Monday, December 29, 2008

Mensagem de Natal enviada ontem por mim à Embaixada de Israel.

"Caro Sr. Eitan Koka É com profundo pesar que me dirigo à Embaixada de Israel. Escrevo isto porque após ler no vosso site tudo aquilo que um "território tão pequeno" conseguiu em termos de crescimento mundial, convém dizer que em termos de compaixão não ganharam nada, perderam tudo e conseguem dia após dia perder o pouco respeito que a comunidade mundial sente por vós. O povo "perseguido", o povo "martirizado", o povo "eleito de Deus"??? Mas que justiça divina é então esta que deve congratular-se pelos bravos actos que Israel tem coonseguido ao longo dos últimos 60 anos efectuar. É triste, muito triste ver que milhares de anos a serem espezinhados apenas resultaram num povo mau, porque são maus todos os judeus que conheço, porque têm a mania da perseguição, porque não conseguem ultrapassar as coisas, porque se sentem ameaçados constantemente. Não admira... Tiverem que ser os Ingleses na década de 40 a darem-vos um pequeno punhado de terras para que aí se estabelecessem. Terra essa que não é, nunca foi e NUNCA, mas NUNCA será vossa. Essa terra que para vós é tão sagrada, chama-se Palestina, e pertence aos palestinianos, sejam eles fundamentalistas ou não. Mas que interessa isso para vós, não é? O povo escolhido por Deus, o mesmo que preferiu Barrabás a Cristo na altura da decisão, é apenas o "dono do Mundo", o dono da Economia Mundial... De onde virão todos estes milhoes de milhoes de euros e dólares que servem apenas para tapar os buracos? Porque razão os Estados Unidos e o Reino Unido se ajoelham perante os vossos actos selvagens para contra a Faixa de Gaza? Uma barbárie da pior espécie, um terrorismo (sim, o vosso) da pior espécie.. Devo admitir que a Santa Inquisião falhou. Falhou porque matou muitos pessoas injustamente, erradamente, mas na realidade, isso só serviu para que vós se sentissem ainda mais superiores. Nunca cedem, nunca mostram arrependimento, nem tão pouco a tal compaixão que mencionei a início. Apenas ódio, apenas desprezo para com os outros povos e gozo pelas outra nacionalidades. Fazem gato sapato de tudo e de todos e ainda se atrevem a dizer que fazem o que fazem para defender o que é vosso? E o que é vosso afinal???? Não podem, não devem, nem têm o direito de defender território que vos foi dado!! Mas aposto que se alguém disser isto, ainda se arisca a ter que lamber o chão que pisam não? Não lutaram por o merecer, mas matam para o ter. Qual Hamas, qual carapuça. Israel nunca vai chegar a acordo com o Estado da Palestina porque não quer, porque não está disposto a dar o braço a torcer, porque o povo judaico nunca irá baixar a cabeça nem que seja pelo bem comum. São uns porcos. E como tal, no dia em que uma bomba rebentar com a vossa santa terra, ou com as vossas belas embaixadas pelo mundo, eu irei aplaudir de pé. Não por ódio, mas porque acho que justiça foi finalmente feita. Não merecem viver num mundo como este, nem tão pouco são o povo eleito de Deus. Que blasfémia! Claudia Paiva Silva"
PS- Tenho amigos judeus, israelitas, mas não assassinos. Há que saber ver a diferença e os que menciono acima são apenas a grande fracção da sua comunidade. Não admito que um governo tome medidas destas, como donos do mundo, tal como não aceitei a invasão americana ao Iraque, nem outras "missões" do mesmo género em outros países. Dá para ver que 2000 anos de história, não vieram alterar em nada as mentalidades humanas.
PS2- Não obtive, obviamente, resposta.

No comments: