Posts

Showing posts from August, 2008

Eu bem disse que alguma coisa de extraordinário deveria acontecer hoje...

e não estava a mentir... "Mercúrio, Vénus, Marte e Saturno são os quatro planetas que ficam exactamente antes e depois da Terra, nos sistema solar. E esta noite quase formam um alinhamento perfeito no céu. Não é um alinhamento perfeito, uma vez que 'aparecem' estão a alturas ligeiramente diferentes, mas quase. O fenómeno acontece entre as 20h30 e as 21h30 e pode ser visto a poente, quase na linha do horizonte. A olho nu, são apenas pontos de lúz no céu, mas para os observadores preparados é possibilidade de ver quatro planetas na mesma linha horizontal, quando na verdade estão a milhares de quilómetros da Terra e a distâncias completamente diferentes uns dos outros."

Hoje é dia 8 de Agosto (mês 8) de 2008

Espero que não aconteça mais nada de horroroso, embora à vezes pense que estamos perto dos "dias do fim"....Em contrapartida, a vida são dois dias, o Carnaval e a Festa do Avante, três, logo os comunas têm mais sorte que os restantes mortais, e pelos vistos, os brasileiros também. Enfim...

Texto de Miguel Esteves Cardoso- Elogio ao Amor

'Quero fazer o elogio do amor puro. Parece-me que já ninguém se apaixona de verdade. Já ninguém quer viver um amor impossível. Já ninguém aceita amar sem uma razão. Hoje as pessoas apaixonam-se por uma questão de prática. Porque dá jeito.Porque são colegas e estão ali mesmo ao lado. Porque se dão bem e não se chateiam muito. Porque faz sentido. Porque é mais barato, por causa da casa. Por causa da cama. Por causa das cuecas e das calças e das contas da lavandaria. Hoje em dia as pessoas fazem contratos pré-nupciais, discutem tudo de antemão, fazem planos e à mínima merdinha entram logo em 'diálogo'. O amor passou a ser passível de ser combinado. Os amantes tornaram-se sócios. Reúnem-se, discutem problemas, tomam decisões. O amor transformou-se numa variante psico-sócio-bio-ecológica de camaradagem. A paixão, que devia ser desmedida, é na medida do possível. O amor tornou-se uma questão prática. O resultado é que as pessoas, em vez de se apaixonarem de verdade, ficam 'p…