Monday, April 28, 2008

Little Fish (Raia Miúda)

Um dos melhores filmes de cinema "alternativo" que vi ultimamente chama-se Little Fish. Passa-se na Austrália, arredores de Sydney, mais concretamente num dos muitos bairros de imigrantes chineses, denominado Little Saigon. Sobrevivendo a um passado de drogas, Tracy (pela minha paixão Cate Blanchett), vive ainda com a mãe e com o irmão, trabalhando e bem num videoclube com o amigo Mingh. A loja ao lado da deles está para venda e o sonho de ambos é comprá-la para abrir um cybercafé. Mingh até prometeu a Tracy que seria ela a gerente do mesmo, uma vez que a rapariga tem imenso jeito para a coisa. Mas aos 32 anos, sem qualquer tipo de fundos monetários e um passado duvidoso onde fraudes com cartões de crédito estão envolvidos, nenhum banco aceita emprestar-lhe dinheiro. Começa a mentira piedosa a todo o mundo. O banco emprestou-lhe a quantia e o processo estará resolvido durante o fim de semana. Jonny, vietnamita, 32 anos, ex-toxicodependente, ex-namorado (unnnnn.... não me cheira) de Tracy regressa da suposta estadia em Vancouver onde supostamente esteve a trabalhar como corretor da bolsa (unnnnn.... também não me cheira), com dinheiro e grandes planos de riqueza. O que eles ainda não sabem é que esse dinheiro irá ser alvo de grandes confusões que levarão à morte (acidental?) de Lionel (Hugo Weaving como nunca o tinha visto, à excepção talvez de Priscilla, Rainha do Deserto), antigo e grande jogador de rugby australiano, e protector de Tracy e do irmão Ray, desde que eles eram crianças e, de The Jockey (Sam Neil), um magnata obviamente pouco escrupuloso, que compra serviços sexuais a jovens adolescentes. Quando mais queremos nos afastar do passado tormentoso, mais as situações nos levam a encarar tudo de novo.

No comments: