Tuesday, November 27, 2007

Hoje em Anatomia de Grey: Six Days (part II) (FoxLife, ep. terça)

Cristina e Burke continuam na parvoíce de não se falarem por acharem que ambos têm razão. O pai de George continua ligado a uma máquina, e começa a ter falhas nos orgãos mais importantes: rins e fígado. Eventualmente a família O'Malley tem que tomar uma difícil decisão e, no meio de tudo, George quase acusa Miranda pelo estado crítico em que o pai se encontra. Para Addison, as coisas também não estão a correr bem: está a fazer 8 meses que abortou um filho que esperava do homem errado, Mark Sloan. Para ele, a semana também não é das melhores; para Mark não seria de todo impossível ter uma família com Addy, ou seria? Izzie, depois de ter finalmente depositado o cheque milionário que Denny lhe deixou em testamento, decide aplicar parte dos 8 milhões de doláres, num objectivo que segundo Miranda é: "lovely". No entanto, para a residente-chefe do Seattle Grace, a opção de Izzie só significa que ela continua a optar por estar afectivamente ligada aos pacientes, em vez de se limitar a ser apenas a sua médica-cirurgião. Izzie gastou $300.000 numa operação a uma jovem de 17 anos que necessitava de endireitar a coluna. Mais tarde revela a Miranda: "I'm both. I'm a surgeon and I'm connected to people. I'm not ashamed for that or will ask for apologies". Miranda cai em terra, principalmente depois de ter sido ela a desligar o suporte de vida ao pai de George. Vem-se também a descobrir que Burke não sente já tremores na mão direita, após a nossa intervenção cirurgica que Shepperd (McDreamy) lhe realizou; desta vez, Cristina estava ao lado para escutar a notícia, não sendo necessário, mais uma vez, abrir a boca. Finalmente, regressado a casa e à cama tão esperada, McDreamy encontra uma prenda interessante sob a sua almofada: protectores de ouvido, de forma a impedi-lo de ouvir barulhos. Cortesia de Meredith Grey, que segundo consta, ressona alto e a bom som.

No comments: