Friday, April 06, 2007

Mas o que é que os "meus" meninos andam a fazer...

Tendo em conta o nível de educação que o nosso país tem, e o nível cerebral dos portugueses, presumo que os meus amigos Gatitos, estejam numa situação menos amigável. É verdade que somos um país de falar muito e agir pouco, mas com aqueles gajos, nunca se sabe.. o cartaz contudo ficou uma maravilha, mas quiçá se um dia não será a vez dos extremistas da esquerda (algum grupo separatista português que renasça das cinzas), a efectuar uma limpeza ao "cabeças rapadas" que, sabe lá Deus porquê, Portugal também tem. É engraçado.. eles queixam-se dos imigrantes e eu queixo-me deles... A ver bem as coisas, devíamos mandar estes meninos donos de pit bulls e outras raças "puras" de cães, para a construção do prédio, ponte, barragem, túnel mais próximos. Podia ser que gostassem, sei lá! Passem a mensagem ao amigos nacionalistas. Eles irão AMAR! Viva o Iberismo!
DN Os Gato Fedorento estão sob ameaça da extrema-direita por causa de cartaz Inês David Bastos/Vasco Neves (imagem) com JMT Os quatro humoristas dos Gato Fedorento estão a ser alvo de ameaças por elementos da extrema-direita por causa do outdoor que colocaram na praça Marquês de Pombal, em Lisboa, onde se insurgem contra a mensagem xenófoba do cartaz do Partido Nacional Renovador (PNR), que está instalado bem ao lado.As ameaças estão a ser difundidas na Internet, no Fórum Nacionalista (um agrupamento internacional defensor da raça branca) e nalguns casos os seus autores, que se escondem atrás de nicknames, dizem-se dispostos a agredir fisicamente qualquer dos humoristas Ricardo Araújo Pereira, Tiago Dores, Miguel Góis e José Diogo Quintela."Para os felicitar creio que terei de fazer um destes dias uma visita à hora de saída do colégio (...), onde um destes burgueses esquerdistas tem os seus filhos a estudar e assim parabenizá-lo pessoalmente pelo brilhante cartaz", escreve no fórum um nacionalista que se assume como "Nuno NS", da Costa da Caparica. O colégio aí citado é frequentado pela filha de Ricardo Araújo Pereira. Mas as ameaças não se ficam por aqui. "Deviam ser considerados traidores à Pátria e sofrer em conformidade, mesmo usando a violência física (...) Cá por mim não renuncio ao meu direito de ajustar contas com qualquer destes fedelhos", escreve outro nacionalista. Ao que outro elemento da extrema-direita acrescenta: "Plenamente de acordo, a partir de hoje [ ontem] estão sujeitos a qualquer violência"."Não faço comentários mas dei conhecimento do caso às autoridades", reagiu ao DN Ricardo Araújo Pereira.No centro da polémica (e das ameaças) está o cartaz instalado quarta-feira ao final da tarde onde se pode ler: "Mais imigração. A melhor maneira de chatear os estrangeiros é obrigá-los a viver em Portugal" e "Com os portugueses não vamos lá". Uma resposta - que Ricardo Araújo Pereira disse ao DN ser "humorística", embora reconheça poder ter uma "mensagem política" (ver texto em baixo) - dos Gato Fedorento ao cartaz antes colocado pelo PNR no qual se faz apelo ao nacionalismo e se escreve: "Portugal aos portugueses, basta de imigração." "O nosso cartaz é um acto de humor, não é acto político; é uma sátira política, mas não descarto que possa ter consequências políticas", justifica Araújo Pereira.Já José Pinto Coelho, presidente do PNR, disse ao DN estar "agradecido" aos Gato Fedorento "por ter dado visibilidade ao ponto de vista" dos nacionalistas.

1 comment:

Patrícia said...

"Portugal aos portugueses, basta de imigração" em certa parte concordo... por outro, os tugas são muito preguiçosos e esquesitos e é normal que ucranianos, brasucas e afins aproveitem aquilo que os tugas não querem (certos trabalhos). É triste o cenário.. safe-se quem puder.