Posts

Showing posts from September, 2006

Furacões no Atlantico

Image
Olhem tão giro e tão fora do vulgar! Dois furacões fora da rota do costume. Quer dizer, invulgar, nos dias que correm, já não é assim tanto, basta a temperatura da água do mar estar a aumentar para acontecerem destas coisas. Já no ano passado foram os furacões /tempestades tropicais Vince e Delta (esses dois grandes malucos) e um dia destes não se admirem se piorar. Agora, perguntam vocês, onde está o Gordon na imagem?? A resposta é a bolita(!!!) azulada que se encontra mesmo a meio da imagem de satélite! A depressão grandalhona do lado esquerdo é o Heleine, outro furacão que se encontra a NE das Bermudas, a rodar e a rodar, mas que parece não querer ir a lado nenhum e teima em ficar no mesmo local. Para quem gosta deste tipo de fenómenos não muito comuns, aconselho a verem o filme Dia depois de Amanha. Pode não ser tão real quanto o Uma verdade inconveniente, mas pelo menos mostra um cenário possível para quando isto tudo descambar. E o pior é que estaremos cá para ver...

Eu prometi um, mas devem ser dois ou três...

Nem sei como dizer... realmente é mais forte do que eu e, como todos nós sabemos, o que tem de ser, tem muita força. Segunda-feira, dia 18 (foi não foi??) recomecei as aulas na FCUL. Eu acho que só aquele dia foi uma espécie de aviso...sim, uma premonição do que a partir daqui será a minha vida. Ou seja, um verdadeiro horror. Sim, porque não é normal eu acordar às 06.00, com muito custo, ir toda pipoca para a estação de comboios de Queluz-Belas e esperar mais de uma hora para entrar numa máquina de movimento. É que foi logo assim, PAH, para começar... mas o melhor estava para vir. O melhor mesmo foi chegar (tarde e a más horas) à faculdade e não ter a 1ª aula da manha, marcada no horário para as 08.00. E quem diz essa, diz todas as que se seguiram, à excepção de uma à hora do almoço e depois outra mais para o final do dia. Dia 2 (terça-feira): Foi ligeiramente melhor. Como me senti injustiçada pela segunda-feira, resolvi faltar às aulas da manha. PIMBAS! Já consegui ter uma falta a um…

Breathe

Image
Pink Floyd Breathe (Waters, Gilmour, Wright) Breathe, breathe in the air. Don't be afraid to care. Leave but don't leave me. Look around and choose your own ground. Long you live and high you fly And smiles you'll give and tears you'll cry And all you touch and all you see Is all your life will ever be. Run, rabbit run. Dig that hole, forget the sun, And when at last the work is done Don't sit down it's time to dig another one. For long you live and high you fly But only if you ride the tide And balanced on the biggest wave You race towards an early grave. //////////////////// Midge Ure Breathe With every waking breath I breathe I see what life has dealt to me With every sadness I deny I feel a chance inside me die Give me a taste of something new To touch to hold to pull me through Send me a guiding light that shines Across this darkened life of mine Breathe some soul in me Breathe your gift of love to me Breathe life to lay 'fore me Breathe to make m…

Enquadramento geológico da Serra de Sintra

Esta apresentação faz parte do trabalho de grupo da disciplina de Geologia de Campo II (3º ano de Licenciatura em Geologia). "Enquadramento geográfico, geomorfológico e paleoambiental. Constituindo o “acidente geológico e geomorfológico mais importante da península de Lisboa” (C.Teixeira, 1962), a Serra de Sintra, de origem magmática, encontra-se sobressaída a uns 300 metros acima das plataformas sedimentares calcárias que a rodeiam. Considerado um relevo de dureza, que terá sofrido erosão diferencial, apresenta uma vasta superfície de aplanação, sob a forma de um alongado “inselberg” cujas dimensões compreendem 10 km de comprimento por 5 km de largura, cujo eixo maior se encontra orientado segundo E-W, com um comando que ronda os 500 metros de altura (Galopim, 1995), sendo ainda recortado a Ocidente pelo mar, originando uma costa bastante recortada por altas falésias, prolongando-se até uma certa distância da costa (Kullberg, 1984). Os cursos de água existentes cortam a paisage…

Férias... algumas fotos, o resto ainda está em formato rolo.. não gosto cá de mariquices digitais (ainda...)

Image

Freddie Mercury

Image
Se fosse vivo, faria hoje 60 anos. O problema é não estar vivo. Decorre neste preciso momento uma homenagem a um dos maiores cantores/ compositores/ showbizman de sempre, e podem bem cá vir falar do John Lennon, do Bob Dylan, do Jim Morrison e outros que tais, que hoje, não vale mesmo a pena. Nem de propósito, faz agora 10 anos que eu, na altura pré adolescente de borbulhas no nariz, comecei a interessar-me pelos Queen. Por ouvir na rádio ou por influências paternais? Ambas as hipóteses seriam erradas. Ao contrário, qual paixão avassaladora me tocou, igual às que aconteciam às meninas da minha idade e fui logo gostar de um rapagão (na época o rapaz era mesmo alto, para os seus 16 anos... como eu me lembro das coisas) que andava no 9º ano. Ora, como não interessa, ou pelo menos ficará para outra ocasião, mas vim a saber que o dito era grande fan do Freddie e dos Queen. Ora, eu, louquinha com a paixoneta, fui logo tratar de adqurir uma cassete (sim, cassete, ainda tenho muito disso) do a…

Ano Novo, Vida Nova?? About me

Image
Para mim o ano começa agora, em Setembro. Somente porque em Dezembro estou a fazer tanta coisa que nem dou pelas badaladas do relógio, e acabo por descobrir que é bem mais fácil desejar-se pelas férias de Verão, do que propriamente pelo espírito natalício. Bom, na realidade, não será este o único motivo. Afinal, agora que as aulas vão recomeçar na bela faculdade onde estudo (mais concretamente na ala hospitalar da Faculdade de Ciencias- nada a enganar, é o edifício branco (sujo) ou crù atrás da de Letras da Universidade de Lisboa), vou-me reencontrar com todos os meus colegas e professores e até amigos, que não sendo da faculdade, fica-se sempre um mês inteirinho sem se ver. O problema é a volta à rotina, se os reencontros e os reinicios e as rentrées são excelentes, passadas umas semaninhas, já não posso com aquilo. A sério! Ao menos sou honesta, fico farta do sair de casa cedo, apanhar o comboio, apanhar o metro, andar um bocadinho até à ala/ faculdade, ver as caras dos "profes…